domingo, agosto 27, 2006

Die unendliche geschichte, Michael Ende


Com esta inscrição inicia-se um livro publicado em 1984, "A história sem fim", escrito por Michael Ende, neste dia 29 de agosto faz-se 11 anos de seu falecimento, no Brasil Ende nunca foi muito referenciado como escritor, muitos lembram-se da versão cinematográfica deste título, mas essa questão de reconhecimento quando se tratando de Brasil é comum, afinal de contas não conhecemos nossos próprios escritores.

Mas, o motivo desse post não esta em criticar o hábito de ler, mas sim espero com este mostrar um pouco mais do que estava nas linhas do livro do qual não visto no filme, a história não termina quando o filme acaba, é como assistir "O senhor dos anéis", a história não termina com a destruição no anel, há mais um capítulo, "O espurgo do condado", a grande diferença da "A história sem fim" é que o fim do filme não esta nem na metade do livro.

No filme,
Atreiú é salvo por Fuchur, o dragão da sorte, quando cai em tristeza pela morte de Artax, no pântano da tristeza.

No livro,
Atreiú salva Fuchur de Ygramul.

No filme,
Fuchur tem a cara de puddle.

No livro,
Fuchur tem a cara de um leão.

No filme,
Atreiú é uma criança normal.

No livro,
Atreiú possuía a pele verde, o povo dele era chamado de "os Peles-Verdes".

No livro,
Após o nome da Imperatriz Criança, a noite, Perelim, no dia, Goab;
Graograman, a morte multicolor;
Amargante, a cidade de prata;
Os desejos de Bastian;

Existe muito mais, assim como tudo bem explicado, coisa que aqui não farei porque o grande poder da história sem fim esta em suas páginas e não apenas nesses comparativos. E existe muito mais, mas essa é uma outra história e terá de ser contada em outra ocasião.

Michael Ende, * 12/11/1929, ? 29/08/1995

Referência
Site oficial

E-book
http://esnips.com/doc/7fc0dc21-ca20-40b2-be56-843b9efd3de4/Michael-Ende---A-história-sem-fim.zip

Video clip

6 comentários:

Sr. R disse...

Acho o filme fantástico! Se levarmos em conta a época que foi produzido, temos que ter mais adimiração ainda... os efeitos são muito bons mesmo.

E olha que engraçado... esse é um dos filmes favoritos do meu Pai.

DarkSide disse...

Maaano que memoria hein?? legal, so achei que faltou comentar a definição antológica -> "O Nada é o vazio que resta", mas pra quem tiver afim de seguir seus conselhos, gostou de Historia sem Fim e tem´curiosidades pelo autor, tem outro livro a pampa dele "Jim Knopf e os 13 Piratas" tem o Maquinista tbm.. só correr atras e arrumar tempo pra ler.

Até...

Andre Sazonov disse...

Caro Deus do Trovao, como ja diz o antigo ditado " Ate os brutos amam " e eu nao posso deixar de ter esse sentimento mesmo porque por tras da roupa azual colada e a cueca vermelha por cima da calça bate um coração. rsrs

Ficou legal esse post e esse filme é muito bom, bem que podeiram fazer uma nova filmagem

Anônimo disse...

Nossa velho, essa foi foda, esse filme é muito loko, eu adorava essa porra, vou parar de escrever senão eu vou chorar...

Valeu Cremelinho

Vandré

Meire disse...

Eu estava tentando lembrar o nemo desse filme esses dias hahah ve se pode esquecer o nome do Historia sem fim!!! Classico!!!!

O filme eh mto fantastico, me lembro do comeco do filme do muleque achando o livreo na escola com medo de apanhar dos grandalhoes.. toh certa??

bjs

bjs

Goj disse...

É isso ae Meire, esse filme mesmo, tem um link nesse post que você pode baixar o e-book, ae você vai relembrar e melhor complementar e muito a história. :)